Pintura a pó de cor

O que é Pintura a pó de cor?


Esta descrição geral de como pintura a pó e utilizar o sistema manual de pintura a pó OptiFlex®2 apenas representa um ponto de referência inicial, os valores reais de aplicação podem ser diferentes.

Como é Aplicado o Revestimento em Pó de Cor?


O processo de aplicação envolve a aplicação de uma carga electroestática nas partículas de pó seco e pulverizar as mesmas para um substrato ligado à terra. Normalmente, o substrato, ou a peça, está ligado à terra através do transportador ou cabide que segura a peça. O pó, uma vez atraído à peça, é então mantido na superfície até ser derretido e curado numa suave película de revestimento no forno. O processo de pulverização ocorre no interior de uma cabina concebida para conter o pó pulverizado em excesso e tornar possível que se recolha o que foi pulverizado em excesso e poder reutilizá-lo.

O pó é alimentado de forma pneumática para fora do contentor de pó de cor, ou recipiente, para o aplicador de pó, ou pistola. À medida que o pó sai da pistola, é aplicada uma carga de alta tensão e baixa intensidade nas partículas em pó, fazendo com que sejam atraídas para a peça de trabalho ligada à terra. Esta atracção pode mesmo fazer com que o pó "envolva" a peça, revestindo a parte posterior.

O pó pulverizado em excesso, suspenso no ar contido no interior da cabina de pó, passa então por um processo de separação que permite às partículas de pó serem recuperadas do ar. O ar limpo é introduzido novamente no ambiente de trabalho, eliminando a necessidade de compensação do ar. O pó reclamado é misturado com uma quantidade proporcional de pó virgem e fresco para reutilização, atingindo resultados consistentes e até 98 % de utilização do material.

Os sistemas de pintura a pó de cor estão disponíveis em todos os níveis de sofisticação técnica e podem ser concebidos para corresponder a uma ampla gama de requisitos de desempenho, custos e limitações de espaço.

Desde uma pistola de operação manual básica com uma cabina em série, a uma pistola múltipla altamente complexa, com configuração totalmente automatizada, existem pistolas, cabinas e outros periféricos para todos as ocasiões.

As pistolas são todas essencialmente similares em relação à função de pulverização do pó. Cada pistola possui uma unidade de controlo que regula a tensão a ser gerada e a velocidade em que o pó é fornecido à cabina. As áreas a analisar aquando da selecção do equipamento de aplicação são a eficiência da carga, a consistência do fluxo de pó e a precisão com que ambas podem ser ajustadas para proporcionar um desempenho com o nível correcto. Uma vez que as definições tenham sido estabelecidas, é importante que possam ser repetidas sistematicamente sempre que forem utilizadas.